Bem-vindo ao site da Made Rio
 
Página Inicial Empresa Produtos Promoções Feiras e Eventos Curiosidades
Produtos :: Outros
[ Portas ] [ Janelas ] [ Fechaduras ] [ Outros ] [ Listagem Geral ]
primeira | < anterior | 1 | 2 | 3 | próxima > | última
Madeira
A madeira é um bem natural de altíssimo valor comercial se comparada a produtos substitutos, por apresentar diversas vantagens, tais como:
• Diversidade de uso: nos segmentos de construção civil, embalagens, móveis, postes, dormentes e outros;
• Facilidade de manuseio, trabalho e retrabalho;
• Baixo consumo energético em sua produção;
• Ótima relação entre seu peso e sua resistência;
• É um recurso natural renovável.

Árvore
Os componentes fundamentais de uma árvore são as células orientadas em duas direções: longitudinalmente e radialmente. A forma, constituição e o tamanho dessas células determinam a natureza e as propriedades de cada espécie. As espécies coníferas, também chamadas de madeiras moles, originaram-se há 150 milhões de anos, enquanto que as espécies decíduas, ou madeiras duras, originaram-se 50 milhões de anos mais tarde.

Ataque
Existem, basicamente, dois tipos de ataques relevantes que comprometem a madeira, um sendo por microrganismos e o outro por insetos xilófagos.
O ataque por microrganismos inicia-se imediatamente após a derrubada da árvore, quando esta permanece exposta ao tempo e não sofre nenhum tipo de tratamento. A evolução desse ataque depende da durabilidade natural das espécies. As madeiras moles, como por exemplo o Pinus, possuem maior facilidade de proliferação destes fungos. Inicialmente o ataque não pode ser visto a olho nu, mas com o passar do tempo torna-se visível devido ao desenvolvimento de fungos manchadores e/ou apodrecedores, que crescem no interior e na superfície da madeira, causando um aspecto de contaminação biológica.
A mancha azul é causada por fungos microscópicos que normalmente atacam o alburno das madeiras, usando partes do mesmo como alimento, normalmente açúcares e amido. As manchas resultantes dessa contaminação biológica desvalorizam comercialmente as madeiras.

Tratamento
É conhecido de longo tempo que as madeiras de vários tipos, principalmente aquelas brancas de coníferas, devem sofrer um pré-tratamento profilático com preservativos químicos visando protegê-las contra a mancha azul e demais manchas de origem fúngica durante o processo de secagem natural das mesmas. Devido à toxicidade e à agressividade da maioria destes produtos ao meio ambiente e à saúde das pessoas, estas moléculas vêm sendo gradativamente banidas por diversos países.

No caso de ataque por insetos xilófagos, os cupins são considerados os principais responsáveis pelos danos causados nas madeiras, nas mais diferentes aplicações desta matéria-prima. Na maioria das vezes, os prejuízos causados por estes insetos são muito elevados, advindos da perda de madeira e de sua reposição onde, muitas vezes, este dano vem a ser irreparável.
A prevenção é a melhor maneira de combatê-los.
Cupim
Características
Os cupins se organizam numa sociedade de castas, onde cada integrante possui uma função específica no ataque a propriedade e aos bens, sejam eles móveis ou imóveis.
Rainha e Rei
São os elementos-chave de qualquer colônia. Suas únicas funções são acasalar e ovopositar. Outros cupins tratam da alimentação e segurança dos casais reais. A rainha vive de 25 a 50 anos.

Ovos
Milhares deles são produzidos pela rainha em cada ano. Têm 3mm de comprimento e ficam incubados por duas semanas sob o cuidado dos cupins-operários.

Ninfas
Alimentam-se de resíduos regurgitados pelos operários por duas semanas após saírem dos ovos. Assumem uma determinada posição nas castas após uma série de estágios de crescimento.

Castas

Reprodutores:
Desenvolvem órgãos sexuais e asas. Seus olhos se tornam funcionais. A um sinal da natureza estes cupins deixam a colônia em enxame amento para iniciar novos focos de ataque.

Reprodutores Secundários:
Este grupo fornece, sob condições emergenciais, a substituição do rei e da rainha caso eles morram.

Operários:
Estéreis e cegos, os cupins-operários são ávidos por celulose, o alimento básico para toda a colônia. Alguns também atuam na segurança da rainha, seus ovos e suas ninfas. Trabalham 24 horas por dia, perfurando o interior das madeiras.

Soldados:
No seu estágio final de crescimento adquirem uma blindagem na cabeça, bem como grandes e fortes mandíbulas. Eles estão geneticamente programados para defender a colônia dos inimigos, especialmente as formigas.
Enxameamento
Todos reprodutores adultos deixam a colônia simultaneamente, de preferência na primavera e no outono. Os operários as ajudam a se movimentar por entre os túneis até as saídas. Péssimos voadores, estes reprodutores planam por poucos metros e caem rapidamente no solo.

Acasalamento
Após os curtos vôos, os reprodutores perdem suas asas. Aqueles que sobrevivem aos predadores, iniciam com seus parceiros o processo de acasalamento para a cópula.
Ressurgimento
O par formado entoca-se na madeira, iniciando sua própria colônia como rei e rainha. O ciclo de vida repete-se quando a nova rainha deposita seus ovos, que tornar-se-ão ninfas, soldados, operários e reprodutores.
Hábitos
Os ataques às moradias podem se limitar a um ou outro cômodo ou abranger a casa toda. As grandes infestações só são notadas muito tempo depois da infestação inicial.

De setembro a dezembro, os cupins alados abandonam seus abrigos e voam até desprenderem suas asas que são muito frágeis. Livres das asas, os insetos formam novas colônias nos batentes de portas e janelas, forros, móveis, etc...

Os cupins são lucífugos: não aparecem à luz e deslocam-se em galerias cavadas dentro da madeira.

Somente o interior da madeira é danificado; batendo-se numa muito atacada, percebe-se um som oco.

Dentro da madeira os cupins fazem galerias longitudinais; a certos intervalos constroem pequenos canais perpendiculares às galerias, que se abrem ao exterior, por onde soltam os excrementos.

Os resíduos fecais são facilmente percebidos: são secos, muito duros e com cerca de 1mm de diâmetro.

Combate
Para acabar com os cupins e evitar novas infestações, use Jimo Cupim Incolor ou Marrom Escuro, o conservante total da madeira. Veja os produtos abaixo para conhecer as soluções Jimo para o combate aos cupins.
Jimo Cupim Linha Madeira Seca e Construção
• Jimo Cupim Aerossol
Inseticida equipado com agulha aplicadora, ideal para formigas domésticas e focos localizados de cupins em madeira seca.

JIMO CUPIM AEROSSOL RESIDUAL é um inseticida que combate os focos localizados de cupins em pequenas peças de madeira. Sua ação é diretamente dirigida para a colônia de cupins no interior da madeira, através de um tubo flexível munido de uma agulha injetora e de uma superfície de contato anti-refluxo, que evita vazamentos durante a aplicação.

Modo de usar:
Para os esconderijos e formigueiros, direcionar o tubo flexível e pressionar a válvula do aerossol. Para orifícios de rejunte de azulejos, introduzir a agulha com cuidado, colocar a superfície de contato do tubo flexível sobre a área infectada e pressionar a válvula do aerossol.


Controle de formigas domésticas:
JIMO CUPIM AEROSSOL RESIDUAL deve ser aplicado diretamente nos focos onde se alojam as formigas (frestas, fendas, rodapés, batentes de portas e janelas, orifícios de rejunte de azulejos, formigueiros, etc.).
Modo de usar:
Para os esconderijos e formigueiros, direcionar o tubo flexível e pressionar a válvula do aerossol. Para orifícios de rejunte de azulejos, introduzir a agulha com cuidado, colocar a superfície de contato do tubo flexível sobre a área infectada e pressionar a válvula do aerossol.

Informações de ordem médica:
Grupo químico: piretrinas e piretróides.
Nome comum: cipermetrina.
Antídoto: anti-histamínicos.

Apresentação: Tubo aerossol de 400 ml
• Jimo Cupim Marrom e Incolor
Inseticida líquido para aplicação em madeira seca, no combate e prevenção aos insetos que a atacam e destroem. Contém fungicida.

JIMO CUPIM, além de inseticida, é preventivo eficaz contra manchas de origem fúngica e mofos. É fornecido pronto para uso e deve ser usado em madeira seca.

JIMO CUPIM não deve ser aplicado sobre madeira envernizada, pintada ou encerada pois o acabamento dificulta a penetração do imunizante. Caso a madeira a ser tratada já apresente algum tipo de acabamento, recomenda-se sua remoção com lixa ou removedor, antes da aplicação de JIMO CUPIM. Não sendo possível, pode ser feita a injeção do produto nos orifícios que indicam a presença de insetos, com o JIMO CUPIM AEROSSOL.

JIMO CUPIM é apresentado nas versões INCOLOR e MARROM ESCURO.
Modo de usar:
Aplicar JIMO CUPIM em madeiramento, assoalhos, parquetes, forros, esquadrias, móveis ou quaisquer outros artefatos de madeira, imunizando-os por muitos anos contra todos os insetos e microorganismos que os atacam e destroem.

JIMO CUPIM deve ser aplicado em toda a superfície da madeira a ser protegida, por pincelamento, pulverização ou imersão. A aplicação com pincel ou pulverizador é indicada quando não há necessidade de impregnação profunda dos tecidos lenhosos. O rendimento depende do tipo de madeira a ser tratada. Para madeiras de até 1 polegada, varia de 3 a 5 m2 por litro para madeiras brutas e de 8 a 10 m2 por litro para madeiras trabalhadas como móveis, parquetes, etc. Em madeiras maiores do que 1 polegada, devem ser aplicadas 2 ou mais demãos de JIMO CUPIM. O tratamento por imersão é mais eficaz e indicado quando a madeira, além de sujeita ao rigor das intempéries, fica também parcialmente em contato com o solo. Para imersão é necessário um tanque dimensionado de acordo com o material a ser tratado e, para evitar perdas do imunizante, é indicada a instalação de uma calha de drenagem afim de recolher o excesso de produto que escorrer da madeira. Em geral, alguns minutos são suficientes. O produto da calha de drenagem deve ser reutilizado.

JIMO CUPIM é um produto fornecido pronto para o uso. Como é dimensionado para o tratamento preventivo ou curativo da madeira seca, sem acabamento, a aplicação de cera, tinta, verniz, stain ou o tratamento com synteko, cascolac ou similares só deverá ser realizado após a secagem do produto, que é variável de acordo com as condições do clima local.

Informações de ordem médica:
Grupo químico: piretrinas e piretróides.
Nome comum: cipermetrina.
Antídoto: anti-histamínicos.

Apresentação:
Incolor: latas de 500 ml, 900 ml, 5 litros e 18 litros
Marrom Escuro: latas de 900 ml, 5 litros e 18 litros
• Jimo Cupinox Gel
Inseticida para combate a insetos xilófagos, para adicionar às colas usadas na indústria madeireira. À base de cipermetrina.

CUPINOX é um produto apresentado em forma de gel, indicado contra o ataque de insetos xilófagos (cupins, brocas e carunchos) para ser usado incorporado às colas utilizadas na indústria madeireira, no momento em que são preparadas no batedor.

Modo de usar:
Como garantia adicional nos processos de imunização da madeira, CUPINOX deve ser misturado às colas utilizadas na indústria de móveis, compensados, laminados, aglomerados e demais indústrias madeireiras. O tempo de batida da cola deverá ser suficiente para a total homogeneização da mistura. A concentração requerida em princípio ativo é de 100 g por m3 de compensado, o que equivale a utilizar 2 kg de CUPINOX por m3 de compensado (ou madeira colada). O produto é incompatível em meios alcalinos. O produto é compatível tanto com colas ácidas como neutras, não sendo indicado para colas alcalinas.
Informações de ordem médica:
Grupo químico: piretrinas e piretróides.
Nome comum: cipermetrina.
Antídoto: anti-histamínicos.

Apresentação: Balde 20 kg
Consulte nosso departamento de vendas quanto a disponibilidade de outros produtos.
primeira | < anterior | 1 | 2 | 3 | próxima > | última
 

Made Rio
Madeiras, Compensados e Ferragens
Av. Presidente Kennedy, 938 - Centro - Duque de Caxias
Rio de Janeiro - RJ - Brasil
TEL RJ +55 (21) 3658.9300
FAX RJ +55 (21) 3658.9334
E-MAIL: maderio@maderio.com.br

 
Made Rio © 2009 Made Rio Madeiras, Compensados e Ferragens. Todos os direitos reservados.